Mata Atlântica 100x160cm

 

mata atlântica

100 x 150cm

Considerada um dos mais importantes ecossistemas do mundo, a Mata Atlântica protege e regula o fluxo dos mananciais hídricos que abastecem as principais metrópoles do país e centenas de cidades; controla o clima local, garante a fertilidade do solo e a extraordinária beleza de suas paisagens.
Sua área original, antes grandiosa, encontra-se restrita a alguns remanescentes já bastante fragmentados, vestígios do ecossistema original que, embora aparentemente protegidos pela topografia acidentada da serra do Mar, continuam sendo destruídos para reflorestamento de espécies exóticas e extraçao de sua flora original.

Cerca de 70% da população brasileira está concentrada em área de Mata Atlântica, possui variação de mais de 23º em latitude e abrange 15 estados brasileiros das regiões sul, sudeste, centro-oeste e nordeste.
Por causa da diversidade do regime pluviométrico, temperatura, topografia e solos, dentre outros aspectos, esse bioma caracteriza-se pela variedade de fitofisionomias e pela complexidade de aspectos bióticos.
Trata-se do bioma brasileiro com menor porcentagem de cobertura vegetal natural. Apesar disso, a Mata Atlântica ainda possui uma importante parcela da diversidade biológica do país, com várias espécies endêmicas e os seus recursos hídricos abastecem população que ultrapassa 120 milhões de brasileiros.
Seus remanescentes regulam o fluxo dos mananciais hídricos, asseguram a fertilidade do solo, controlam o clima e protegem escarpas e encostas das serras.
Em termos geológicos, destacam-se as rochas pré-cambrianas e as rochas sedimentares da Bacia do Paraná.
A paisagem é dominada por grandes cadeias de montanhas, além de platôs, vales e planícies de toda a faixa continental atlântica do leste brasileiro.
O referido bioma é composto principalmente por florestas ombrófilas densa, aberta e mista e florestas estacionais semideciduais e deciduais. A Floresta Ombrófila Densa apresenta a maior distribuição latitudinal dentro do bioma.

Ela encontra-se presente em toda a faixa litorânea, desde o Rio Grande do Norte até o Rio Grande do Sul. Os poucos remanescentes da Floresta Ombrófila Mista (Mata de Araucária) concentram-se na serra do Mar, serra da Mantiqueira e Planalto Meridional. A Floresta Ombrófila Aberta é a segunda fisionomia vegetal mais devastada, restando pouco mais de 9% da área original.