Caminhos da Biodiversidade

Caminhos da Biodiversidadena Assembleia Legislativa de São Paulode 30 de Maio a 21 de Junho de 2011

Em Caminhos da Biodiversidade, Carla Prates encantou o público com seus trabalhos desde a contemplação dos temas ecológicos de carater figurativo retratando palmeiras, canaviais até seus abstratos serenos e reflexos, em acrílico sobre tela e cerâmicas .


EXPOSIÇÃO ¨CAMINHOS DA BIODIVERSIDADE¨ Espaço Cultural V Centenário  local: ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA Palácio 9 de Julho Av. Pedro Álvares Cabral, 201 Ibirapuera – São paulo SP  30 de Maio até 17 de Junho das 9 as 19 hs exceto sábado e domingo   abertura 30 de Maio das 16 às19 hs    APOIO   DONA DEOLA

A arte de Carla Prates parece, num primeiro impacto, quase uma evasão. Entretanto é complexa tanto na forma quanto no conteúdo, no sentido que não somente se revela, plenamente, mas transparece também que sua pintura possui em si mesma um fascínio misterioso, quase inexplicável, que nos envolve totalmente. Percorrendo os seus caminhos de biodiversidade temos como resultado uma série infinita de sensações que exercem sobre nós uma forte atração. Suas paisagens da natureza brasileira parecem sair de sonhos e assumem pleno significado através da luminosidade que filtra de suas obra, uma luminosidade que se irradia e explode do próprio interior do quadro. Descobrindo o encanto de uma natureza compacta com sua mágica e sutil luminosidade, Carla Prates confere a suas obras um arguto sabor de nostalgia que recoloca perfeitamente em sintonia o ser humano. Trata-se de um olhar novo que devemos aprender a cada dia. Sua pintura é feita para uma séria reflexão e torna-se um trampolim para a meditação. Nascida de sucessivas descobertas espaciais, plásticas e cromáticas, sua pintura consegue ser um veículo coloquial com a natureza, pela harmonia dos planos e a musicalidade dos tons. A obra “Tucanos à beira do São Francisco”, doada ao acervo do Museu de Arte do Parlamento de São Paulo, consegue nos devolver a terra, os seres, as aves, o céu e as estações do ano em toda a lírica sugestão de seus eternos aspectos poéticos.  A Artista  Carla Prates nasceu em São Paulo. Desde jovem dedica-se às artes das mais diversas formas e estilos, do clássico ao moderno, com materiais nobres e reciclados. Além de ter participado de exposições organizadas pela UBAP – União Brasileira dos Pintores em Porcelana, APPP – Associação Paulista dos Pintores em Porcelana, esteve presente no I e II Salão de Terracota Vidro Porcelana na Biblioteca Municipal Presidente Kennedy, Clube Atlético Paulistano; ¨Verdejando¨ Esporte Clube Pinheiros, S.P;¨Cem anos de arte abstrata, ¨Garcia Arte, SP; ¨Canaviais¨, Museu do Café, UNESP, Campus de Botucatu;¨Tra ieri e domani siamo noi¨, Galeria La Pigna, Roma-Italia (2010), CIA Arte e Cultura 2011, Casa de Portugal, SP; ¨Caminhos da Biodiversidade¨, Espaço Cultural V Centenário (2011). Em 2010 participou do programa¨Vida Melhor¨ na Rede TV e em 2011 na TV Assembleia. Suas obras encontram-se em coleções particulares no exterior e no Brasil, além dos acervos do Museu do Café em Botucatu, no Museu de Arte do Parlamento de São Paulo.    Carla Prates doa “Tucanos à beira do São Francisco” ao Museu de Arte do Parlamento Emanuel von Lauensten Massarani     O critico Emanuel von Lauensten Massarani recebendo a obra ao lado da artista Carla Prates e do pintor Gustavo Lima  A pintora Carla Prates, que expõe atualmente no Espaço Cultural V Centenário, fez a entrega, no dia 1º/6, ao superintendente do Patrimônio Cultural, de uma importante obra de sua autoria intitulada “Tucanos à beira do São Francisco”, destinada ao Acervo do Museu de Arte do Parlamento de São Paulo. Paulistana, há mais de 25 anos dedica-se às artes das mais diversas formas e estilos, do clássico ao moderno, com materiais nobres e também reciclados. Carla ainda organiza cursos em seu ateliê.   Em Caminhos da Biodiversidade, Carla Prates encantou o público com seus trabalhos desde a contemplação dos temas ecológicos de carater figurativo retratando palmeiras, canaviais até seus abstratos serenos e reflexos, em acrílico sobre tela e cerâmicas, acrecentando ao seu curriculo 3 materias consecutivas no Diário Oficial.